Ana Kelly Pontes Albuquerque

Professores (as) do 1º ano – Turma 5 – Tarde, do FB Central,

Hoje é o dia dos professores e eu, mãe de um de seus alunos, não poderia deixar de expressar os sentimentos que me invadem diante da vida escolar do meu filho.             

Meu filho ingressou no FB no 6° ano, logo percebemos algumas dificuldades de aprendizagem. Desde então, dei as mãos para a equipe FB e juntos tentamos ajudá-lo.      

Com acompanhamento psicopedagógico e neurológico, foi diagnosticado com TDAH, com ênfase no déficit de atenção. Vivemos muitos momentos difíceis: notas baixas,  bullying.

Em todos os momentos, a equipe FB esteve ao nosso lado, fazendo intervenções e, no FB Seis Bocas, foi até realizado um trabalho com toda a turma para trabalhar a auto-estima. Até que em 2011, no 8° ano, ele teve depressão, chegando até a ter ideações suicidas. Esse foi o momento mais difícil. Em uma avaliação neuropsicológica e com terapia, entendemos as limitações dele e o ajudamos a superar. Passamos quase um ano organizando eventos que lhe despertassem interesse para que ele tivesse pulsão de vida. Lembro-me com emoção da lágrima rolando do rosto da coordenadora Isabel Lustosa do FB Central em alguns de nossos encontros.      

Hoje, meu rapaz cursa o r ano do FB Central e, apesar de ainda ter muitos comprometimentos nas notas, tem muitos amigos. Pela primeira vez, vejo nele o desejo de estar na escola. Fala comigo sobre seus professores e amigos. Sinto que ele está feliz, parece que se percebeu querido, aceitável. 

Sei que isso é fruto de um trabalho conjunto entre a escola e a família desde as primeiras dificuldades apresentadas, e hoje quero agradecer a todos que fazem a família FB, especialmente a todos que estiveram comigo nesta luta pela qualidade de vida do meu filho.             

Como não posso presentear a todos, venho oferecer um lanche para os profissionais que hoje estão caminhando com ele: Deomar, Riccely, Lincon, Elizângelo, Alzitlônio, Jane, Marcelo Augusto, Marcelo Henrique, Sampaio, Nilton Souza, Alexandre Lima, João Saraiva, Alexandre Werneck, Célia, Deborah, Priscila e Fatori. (Peço desculpas se alguém não está na lista, mas quem me forneceu os nomes foi meu rapaz e quero usar uma frase que costumeiramente escuto dele para explicar seus "esquecimentos": "Mãe estou precisando de um remédio para memória."):

De mãos dadas com os pais, vocês são construtores de vidas. Muito obrigada pelos tijolos acrescentados na formação do meu filho que está se tornando um homem feliz, que entende as diferenças e que vai encontrar seu lugar nesse mundo cheio de oportunidades.                                                             

Abraços, recheados de agradecimentos.     

                

Ana Kelly Pontes Albuquerque
Mãe do Aluno João Patrick